ACESSO AO CLIENTE



 

Telefones

São Paulo/SP
(11) 3828-2400

Manuais de Boas Práticas de Fabricação | Controlare
14987
page,page-id-14987,page-template-default,ajax_fade,page_not_loaded,,side_menu_slide_from_right,qode-theme-ver-8.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.9.2,vc_responsive

Manuais de Boas Práticas de Fabricação e POP’s

O Manual de Boas Práticas de Fabricação é um guia, que auxilia a equipe de uma empresa, indústria ou fábrica a seguir um padrão de controle e qualidade, de suma importância para evitar erros, contaminações e ou problemas adversos numa planta de manipulação, processamento ou industrialização. É um instrumento de gestão eficaz e de baixo custo de implantação. Favorece a organização, disciplina e controle gerencial.

 

Pode atribuir grupos de metas gerando indicadores que podem e devem ser analisados periodicamente, baseando-se em sistemas de auditoria e ou vistoria, como o Sistema de Controle Operacional Controlare que auxilia o desenvolvimento de POP* personalizados.   Procedimento Operacional Padrão (POP) é uma descrição detalhada de todas as operações necessárias para a realização de uma atividade, ou seja, é um roteiro padronizado para realizar uma atividade (em inglês: Standard Operating Procedure).   A Controlare possui uma equipe especializada para implementar as principais metodologias e ou protocolos de qualidade. Conta com experiência prática e alto conhecimento legislativo. Temos ainda tecnologia e recursos humanos especializados.

 

Para elaboração do Manual de Boas Práticas de Fabricação de Alimentos devem ser respeitados os requisitos estabelecidos pela Portaria SVS/MS nº326, de 30 de julho de 1997 e Resolução-RDC Anvisa nº275, de 21 de outubro de 2002 . Além disso, é oportuno consultar os serviços de vigilância sanitária dos estados, municípios e do Distrito Federal, uma vez que, de acordo com a Lei nº8.080, de 19 de setembro de 1990, cabe aos estados e ao Distrito Federal estabelecer normas, em caráter suplementar, e aos municípios normatizar complementarmente as ações e serviços públicos de saúde no seu âmbito de atuação. Como no caso de São Paulo capital seguimos também a Portaria Municipal 2619/11 – SMS.G.