Saiba de todos os cuidados para seu delivery

25/março
Boas práticas

Os cuidados em delivery devem ser uma prioridade para milhares empresas que utilizam esses serviços durante a pandemia.

delivery alimentos

 

As entregas a domicílio tiveram crescimento durante o período de isolamento. Nesse sentido, é preciso se atentar para medidas preventivas, de forma a evitar a contaminação pelo coronavírus.

 

Além disso, há regras próprias de higiene relacionadas a esse serviço que devem ser postas em práticas em períodos de normalidade. Ou seja, independentemente da Covid-19.

Quais são os cuidados necessários em delivery?

 

Veja a seguir uma lista de cuidados nos serviços de delivery que beneficiam tanto empresas quanto consumidores.

Entregadores

 

No que se refere aos entregadores de delivery, é recomendado:

 

  • Usar a máscara de proteção.

 

  • Manter uma distância segura ao realizar a entrega.

 

  • Não se esquecer de higienizar as mãos toda vez que realizar uma entrega.

 

  • Higienizar frequentemente as superfícies da moto, o celular e os recipientes ou bolsas térmicas em que os alimentos são alocados para entrega.

 

  • Limpar com álcool gel a maquininha de pagamento a cada entrega também está entre os cuidados em delivery

 

  • Se houver troco em dinheiro, ele deve ser embalado em um saco plástico, para evitar o contato direto.

 

Estabelecimentos

 

Confira agora alguns cuidados que o estabelecimento precisa ter:

 

  • Deve-se indicar na embalagem a validade do produto.

 

  • É preciso que o produto possua etiquetas para a garantia de que não foi violado no percurso.

 

  • Objetos descartáveis precisam ser embalados de maneira segura, de modo a impedir contato externo.

 

  • Os clientes precisam ser orientados a descartar a embalagem após recebê-las.

 

  • As embalagens precisam ser fabricadas com material adequado, atestado pela Anvisa, para que o contato de alimentos não provoque liberação de resíduos.

 

  • A RDC 216 da Anvisa prevê que as instalações, os equipamentos e os utensílios devem ser mantidos em condições higiênico-sanitárias adequadas.

 

  • Os manipuladores de alimentos devem seguir também os cuidados de higiene.

 

  • Todos os equipamentos precisam ser higienizados antes e depois das operações.

Transporte

 

A portaria CVS 15, de 1991, do estado de São Paulo, possui diretrizes sobre o transporte de alimentos. Algumas desses cuidados em delivery são:

 

  • Os meios de transporte precisam garantir a integridade do produto, refrigerado ou não.

 

  • Não se deve transportar no mesmo compartimento do veículo substâncias ou produtos tóxicos que possam contaminar os alimentos. A exceção é se os recipientes dos alimentos forem hermeticamente fechados, impermeáveis e resistentes.

 

  • Não se deve transportar junto aos alimentos pessoas e animais.

 

  • Os veículos de transporte precisam ter o Certificado de Vistoria, emitido depois da inspeção sanitária de autoridade competente.

 

Quanto à higiene no transporte, a portaria prevê que:

 

  • A higienização do veículo de transporte deve ser feita com água potável da rede pública ou tratada com hipoclorito de sódio a 2,5%, em repouso por 30 minutos.

 

  • Usar detergentes neutros para remoção de resíduos gordurosos.

 

  • A desinfecção deve ser feita em água quente, com temperatura superior a 80º, ou a vapor, com temperatura superior a 96º. Outra alternativa é a desinfecção química com produtos registrados no ministério da Saúde.

 

Outras especificações sobre o transporte de alimentos e cuidados em delivery são:

 

  • Os materiais usados para proteção e fixação da carga, como cordas e plásticos, não podem ser fonte de contaminação. É necessário sua desinfecção.

 

  • Não se deve transportar ao mesmo tempo matéria-prima ou alimentos crus com alimentos prontos para o consumo. Isso se houver risco de contaminação.

 

  • Os dispositivos de refrigeração não podem apresentar risco de contaminação e precisam estar na temperatura ideal.

 

  • Para alimentos perecíveis levados em veículos fechados, recomenda-se refrigeração de 4º a 6º; resfriamento de 6º a 10º; aquecimento superior a 65º; e congelamento entre -18º e -15º.

 

  • É preciso que haja termômetros nos veículos para medição da temperatura.

 

 

Cuidados em delivery: Tipo de produto

 

Há também previsões na portaria relacionadas às características do transporte e ao tipo de produto.

 

Em todos os casos o material para transporte de alimentos deve ser  atóxico, de fácil limpeza e desinfecção.

 

1.    Transporte aberto

 

Aplicam-se nesse caso produtos como, leite cru em vasilhames metálicos fechados; bebidas engarrafadas; hortículas e similares.

 

2.    Transporte aberto com proteção

 

Nesse caso, os cuidados em delivery se aplicam aos seguintes tipos de produtos transportados: biscoitos, cereais, temperos, doces em pasta, óleos, alimentos em geral acondicionados em embalagens fechadas e outros.

 

3.    Transporte fechado à temperatura ambiente

 

Os tipos de alimento que se adéquam a este transporte são: pão e produtos de panificação;

produtos cárneos salgados,curados ou defumados; pescado salgado ou defumado; produtos de confeitaria; e similares.

4.    Transporte fechado, isotérmico ou refrigerado

 

Os alimentos transportados por esse meio são: carnes, sucos e outras bebidas, alimentos congelados ou supergelados; produtos de confeitaria que exijam temperatura especial

de conservação; refeições prontas para consumo; e similares.

 

Conseguimos esclarecer suas dúvidas sobre cuidados em delivery?

 

Entre em contato com a Controlare para ter uma assessoria especializada quanto aos procedimentos de segurança dos alimentos.

 

Siga a @controlare_ no Instagram!

 

Veja como você deve armazenar os seus alimentos corretamente ai no seu Delivery: